Dimensões do Sucesso

Tamanho da letra

As cores do sucesso

Como profissional especializado na gestão das marcas de empresas e de pessoas, há um tema em especial que sempre me instigou, provocando mais e mais estudos. A aplicação seletiva de cores e formatos nos documentos, a par de um conteúdo informativo adequado a cada caso, pode ser a fronteira entre a aceitação ou rejeição de um novo relacionamento profissional.

Por exemplo, e escrevo isto só para constar, como executivo de empresas eu desconsiderava propostas de negócios quando elas traziam intenções acompanhadas de erros crassos de português, da falta de esmero na apresentação (incluindo escolha de fontes e/ou de estilos) e, principalmente, quando havia falta de objetividade estruturada, algo sempre necessário no mundo dos negócios. Por objetividade estruturada entenda-se uma apresentação que seja clara, oportuna, organizada e com informação sobre custos e benefícios.

Cercando todo o conjunto de uma apresentação sempre há a necessária conjugação de cores. Está fora de questão que uma proposta ou a brochura institucional sejam apenas páginas brancas com texto escrito na cor preta. Você perderia seu tempo lendo essas páginas carregadas só de informação textual, sem um gráfico ou tabela? A menos que esse texto seja vinculado a um assunto muito específico, como exemplo de um processo judicial, você vai perder a concentração na leitura, dará fim ao interesse e, provavelmente, abandonará o material antes de chegar ao final. Porém, se esses documentos ou brochuras têm imagens boas e coloridas, com atraentes perspectivas além da informação, há uma sensação interior de se avançar no vínculo.

Eis aí o poder das cores e das formas para atuar nas emoções das pessoas. O sucesso de um folheto promocional, de um site pessoal, de um projeto ou proposta de negócio, ou até mesmo de uma correspondência está nas cores e formas que têm papel proeminente no desenvolvimento do interesse do público-alvo. As cores têm sua linguagem própria de comunicação, o que se mostra sendo a chave que pode abrir as portas a um novo contato ou nova oportunidade. A dica é que a escolha das cores muda com a natureza do negócio. Se os produtos são elegantes e modernos, a escolha de cores será diferente do caso de produtos conservadores e tradicionais.

Neste nosso espaço não vamos dar aulas sobre design e a escolha de cores, pois a premissa é outra. O objetivo é chamar a atenção para um assunto essencial na vida de qualquer tipo de profissional. No ambiente de Coaching, esse passo começa pela forma da proposta de serviços e, no mundo profissional, pode alcançar muitas outras situações. Vale lembrar que, nos dias de hoje, é o sítio (da organização ou do indivíduo) que abriga detalhes e a perspectiva ampliada de relacionamento. Portanto, seja pelos impressos ou pelo site, as cores e formas escolhidas para a comunicação dizem muito sobre você.

Trabalhando sua comunicação com as cores adequadas, e ainda que por si só elas não sejam a informação em último grau, tudo isso se reflete na perspectiva de qualidade do que é oferecido e na seriedade profissional de quem oferece o relacionamento. Portanto, muito cuidado quando for fazer um trabalho que requer esse tipo de competência. Trocar aquele designer experiente pelo parente (ou amigo) que gosta de brincar com softwares de design é uma experiência que pode custar pouco e sair muito caro!